TVP - Dr. Jorge Augusto Zbeidi

TVP

A Trombose Venosa Profunda (TVP), é uma doença causada pela coagulação do sangue no interior das veias em um local ou momento não adequados (devemos lembrar que a coagulação é um mecanismo de defesa do organismo). As veias mais comumente acometidas são as dos membros inferiores (cerca de 90% dos casos).

Imagem Trombose

Os sintomas mais comuns são o inchaço e a dor.

É uma patologia mais frequente em pessoas portadoras de certas condições predisponentes - uso de anticoncepcionais ou tratamento hormonal, tabagismo, presença de varizes, pacientes com insuficiência cardíaca, tumores malignos, obesidade ou história prévia de trombose venosa.

Outras situações são importantes no desencadeamento da trombose: cirurgias de médio e grande portes, infecções graves, traumatismo, a fase final da gestação e o puerpério (pós-parto) e qualquer outra situação que obrigue a uma imobilização prolongada (paralisias, infarto agudo do miocárdio, viagens aéreas longas, etc.). Entre as condições predisponentes é importante citar ainda a idade avançada e os pacientes com anormalidade do sistema de coagulação.

A TVP pode ser de extrema gravidade na fase aguda, causando embolias pulmonares muitas vezes fatais

A TVP é, muitas vezes, assintomática. O diagnóstico clínico é difícil. O exame mais utilizado para o diagnóstico da TVP é o Eco Color Doppler.

O tratamento é feito com substâncias anticoagulantes (impedem a formação do trombo e a evolução da trombose) ou fibrinolíticos (destroem o trombo). Mais modernamente, e em situações selecionadas, o tratamento da TVP pode ser feito na própria residência do paciente, usando-se as heparinas de baixo peso molecular.

Prevenção

  • A principal é fazer o sangue venoso circular, facilitando seu retorno ao coração. Mas recomenda-se também:
  • fazer caminhadas regularmente;
  • procurar movimentar os pés como se estivesse pedalando uma máquina de costura (casos em que é necessário permanecer sentado por muito tempo);
  • mover-se discretamente como se estivesse andando sem sair do lugar (quando estiver em pé e parado);
  • falar com seu médico sobre a possibilidade de usar alguma medicação preventiva em viagens de longa distância;
  • fazer movimentos com os pés e as pernas quando permanecer acamado. Se necessário, solicite ajuda de alguém;
  • evitar fumar;
  • não ser sedentário;
  • controlar o peso;
  • consultar regularmente seu médico caso faça uso de hormônios, já tenha sido acometido pela doença ou tenha histórico familiar de trombose;
  • usar meia elástica se seu tornozelo inchar com frequência;